Primeira canadense da família...

By Adriane Jungues - novembro 20, 2011

*Mais uma vez, vcs, fofos como sempre. Obrigada pelos comentários!! E que bom que vcs gostaram do resultado!
Bina, apesar de eu não ser muito alta, a cômoda funcionou bem pra mim. Por enquanto as fraldas são trocadas mais no nosso quarto mesmo, mas logo logo estaremos usando mais a cômoda, o que é uma beleza pra manter a coluna em boas condições...hehe

Tá certo que já tem os dois dogs que são canadenses, mas agora, Alice, é a primeira humana canadense da família...
Baby Alice tem sido uma menininha bem comportada até agora. Acordamos, eu e ela, umas duas vezes por noite e ela chora bem pouco durante o dia, mais por algum incômodo mesmo, senão são só alegrias e alguns sorrisos. Tem crescido muito rápido, entendo totalmente quando o pessoal comenta de que passa rápido... porque passa mesmo.
No mais temos nos adaptado super bem. Essa semana chegaram os pais do Diego para passa uns dias aqui conosco e conhecer a netinha. Casa cheia!
Lembrei hoje de comentar como foi o registro de nascimento dela aqui no Canadá e logo me dei conta que nem tem muito pano pra manga... hehe O certidão de nascimento chega pelo correio, assim como os demais documentos, oh que prático!
Tudo é preenchido on-line, tanto pra obter a certidão como pro SIN (Social insurance number). Acredito eu que eles devem checar com o hospital se houve mesmo o nascimento, senão qualquer um poderia ir lá e registrar alguém, mesmo que só de brincadeira (ou registrar os cachorrinhos da casa, imagina só...hehe). 
Como Alice nasceu em Ontario, o cartão de saúde de Quebec teve que ser obtido posteriormente, caso contrário já teria sido encaminhado lá mesmo no hospital. No fim, tivemos que ligar lá, passar alguns dados e eles nos mandaram um formulário pra preencher e mandar de volta. Dias depois recebemos o documento pelo correio. Agora só falta o passaporte que faremos quando tivermos alguma viagem no horizonte.
Quanto o registro brasileiro, que ela tem direito por ser filha de pais brasileiros, também não parece ser muito complicado. Tem que levar a certidão de nascimento canadense e um formulário preenchido, o que pode ser feito por um dos pais. 
Quanto à dupla cidadania, no caso dela, ela também terá passaporte brasileiro e usufruirá de  privilégios e deveres com brasileira, mas caso queira morar no Brasil algum dia, terá que fazer confirmação da nacionalidade perante um juiz federal. Info
E quando ela fizer 18 anos, terá que obter o título de eleitor, mesmo nunca residindo no país.
Tá aí a nossa fofitcha: 

Beijos


  • Share:

You Might Also Like

8 comments

  1. Pra definir em poucas palavras: um verdadeiro presente de Deus pra vocês. Que coisa mais maravilhosa.

    E a vida segue...

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela resposta, eh muito util mesmo.
    Parabens por sua princesa, da vontade de morder!

    Beijos Grandes!

    ResponderExcluir
  3. Ôinnn...que fofurinha!!
    E como está crescendo rápido mesmo, Adri!
    Mil beijokas para todos vcs.
    Com carinho: Bia

    ResponderExcluir
  4. Parabens Dri, que fofa q a Alice e!!! Curte muito mesmo pois e verdade sim: passa muito rápido! Meu filhote vai fazer 6 anos e parece q foi ontem a ele nasceu:)

    ResponderExcluir
  5. Coisinha mais FOFA!!!
    Parabéns pela mais nova canadense!
    Abs Beatriz

    ResponderExcluir
  6. Oi Adriane!!!

    Parabéns! A Alice é liiiiiiinda!!!!! Eu já tinha adorado o quarto, mas dou "dumb" e não tinha reparado onde fazer o comentário.... eu procurava embaixo do texto.....agora vi esse numero em cima, (o que dá o total de comments), apertei o dito cujo e aí.......... descobri como escrever aqui ! Dumb me!
    (até rimou, hein?)

    Pois é... o processo está demorando muito! São quase dois partos, né? 17 meses pela ultima estatística... :)

    Pelo menos, agora, "teoricamente" só faltam 4 meses... Let's see!

    A Alice é FOFA e o quarto ficou super! Parabéns para vcs!!!!

    Abs da Dupla

    ResponderExcluir
  7. Adriane,

    Que bom que ela nasceu em Ontario. Lembro do blog Patitando da saga que foi a questão do nome do registro da filha dela em Québec!

    Filho de brasileiro, brasileiro é. Sem escapatória! Filho de brasileiro só pode viajar pro Brasil com passaporte brasileiro e tem o carma da eleição. Espero que até ela chegar aos 18 anos tenham acabado com essa história!

    ResponderExcluir