Fluência no idioma num país bilíngue

*Roberto e Keli - muito bons os links - Vale a pena conferir pessoal!
**Betania - Maio tá quase aí... boa sorte com a mudança! Espero que os posts estejam ajudando pra alguma coisa!
***Camila - Montreal pra Gatineau - legal!

Tenho que começar esse post agradecendo ao maridão que escreveu o último post, retornando ao blog depois de milênios. Antes tarde do que nunca é uma bom ditado nessa ocasião! Nem sei se muita gente notou...

Mas voltando ao foco, idioma. Acho que já falei sobre isso diversas vezes aqui no blog, mas vamos recapitular:
- O seu nível de fluência no Brasil tende não ser o mesmo quando você chega aqui. Não é culpa sua necessariamente, o fato é que falando e ouvindo outra língua diariamente é diferente que estudar 2 vezes por semana. Veredito: você dificilmente vai chegar sabendo tudo...

- A tal fluência (pelo menos no nível de você entender e se fazer entender) chega logo... ufa!

- É sabido que umas das primeiras barreiras pra conseguir o primeiro emprego é a língua. Sabemos de casos onde mesmo com um excelente currículo, pessoas deixaram de serem contratados por não conseguir se comunicar eficientemente. Venha preparado pra vender seu peixe (em inglês, em francês ou melhor, nos dois).

- Faça aulas que o governo oferece para imigrantes. Again, você pode achar que já sabe bem demais, mas na prática sempre temos algo a aprender, além de poder praticar num ambiente de aprendizado (não na primeira entrevista de emprego, onde você quer passar uma boa impressão, obviamente).

- Se arrisque - abra a boca e fale. O pessoal daqui é acostumado com diferentes sotaques e errinhos gramaticais. Eles provavelmente vão entender. 

- Assista televisão com a legenda no ínicio se te ajudar. Não é vergonha não! Assim você une o som a escrita e aprende mais rápido.

- Ottawa é bem bilíngue. Capital né, people. Tudo ligado ao governo tem que estar em inglês e francês. Comércio, sinalização, turismo inclusos.

- Gatineau tende um pouco a mais pro francês, mas dá pra viver aqui quase só com um Bonjour e Merci. Única coisa é que alguns serviços não tem a tradução pro inglês. Vale lembrar que língua oficial do Quebéc é français.

- Não adianta, sotaque é algo que não se perde, ele se transforma... rsrsrs...

- Ah é e o português? Bem, o português é bem praticado em casa e com amigos. Só brasileiros sabem o quanto um casal de brazucas pode falar, imagina então um grupo. 
Mas com o passar do tempo notamos uns esquecimentos aqui outros ali. Sabemos a palavra em inglês e a tradução em português demora a vir. Coisa doida né!?
E eu vivo querendo dar trabalho pro Aurélio, criando palavras jamais ouvidas pela terra canarinho... só paro e me questiono: essa palavra existe em português??

And that's it - c'est tout!

Post relacionados:
Semana ano 2 - faltam 2 dias
Parlez-vous français?
Progredindo nas terras não mais tão geladas

Um comentário:

  1. Olá Adriane!
    Sigo o blog de vocês há algum tempo, mas acho que é a primeira vez que escrevo.
    Gosto do seu estilo "pessoal" de escrever.
    Minha esposa e eu também pensamos em ir para Gatineau, porém nossa estratégia é viver, talvez uns 2 anos, em Montréal para aproveitar todas as facilidades de integração e aquisição da famosa "experiência canadense" e depois procurar uma cidade menor, mais pitoresca, pensamos muito em Gatineau.
    Em Março, se Deus quiser, iremos conhecer Montréal, aproveitar e fazer um curso "in loco" para aperfeiçoar o idioma e também fazer alguns contatos com foco profissional.
    Parabéns pelo blog!
    Salut!

    ResponderExcluir