Como é viajar para a Espanha com crianças

Pra quem lembra, em agosto, estivemos na Espanha e foi mais uma das nossas viagens malucas. Digo isso por que, apesar de ser uma viagem longa e lone, decidimos meio de última hora e vamos sempre a família humana toda. No fim, essa não foi nossa primeira viagem longa à quatro, teve um pequeno/grande tour pelos Estados Unidos quando Diana nem tinha 2 meses ainda... eita... você pode conferir aqui o primeiro post daquela série...
Mas gente, são tantas fotos legais para contar a história toda que nem sei por onde começar. Como eu não sei contar os causos sem as fotos (e muitas), serão longos posts cheios de fotos, certo?! Avisados! hehe

Cansados, mas felizes... :)


Aproveitando o dia ao máximo...

Antes da viagem

Sei que muita gente se programa por mais de ano para viagens grandes como essa, mas nós decidimos cerca de 10 dias antes da partida. A correria foi grande para acertar datas e horários da passagem aérea, hotéis, trens e claro, selecionar as atrações turísticas que gostaríamos de visitar.

Começo da viagem - ida até Toronto

Nosso processo começa com a compra das passagens aéreas. Optamos por voar, ida e volta, saindo de Toronto desta vez (dirigimos até lá e deixamos o carro no aeroporto) e fazendo escala nos EUA, Toronto > Philadelphia > Madrid. Meio em paralelo às pesquisas de passagens, vamos decidindo que cidades iremos visitar, pesquisamos meios de transporte dentro do país e vou montando no google maps as atrações turísticas dos lugares a serem visitados. Marco tudo no mapa mesmo, com anotações e dicas pertinentes a cada atração, tipo horários e tal, já que nem sempre temos internet durante o dia.

Mapa com atrações em Barcelona

Vôo

Devo dizer que é cansativo e dormir quase que não rola, pelo menos pra mim. Mas no geral, tivemos sorte, pois Alice se enterteu assistindo filmes e Diana (além de precisar uma troca de fralda explosiva, bem na hora da decolagem) ficou bem tranquila e dormiu uma boa parte do tempo. O fuso que ficou bem complicado, pois chegamos as 8 da manhã de lá, mas pra nós era na verdade 3 da matina ainda no fuso do Canadá... afff.. nem preciso dizer que o dia foi cansativo.
Acho que é mais fácil viajar com babies até antes de eles começarem a engatinhar/caminhar, pois se distraem com brinquedos e outras coisas mais facilmente. Hoje em dia, com Diana a mil, acho que ia demandar ainda mais paciência e opções de diversão, pois ela ainda não presta atenção em desenhos e filmes, por exemplo.

A gente dá um jeito pra tudo...

Recém chegados à Madri

Bagagem

As malas foram outro desafio. Optamos por viajar com pouca bagagem para facilitar mesmo, especialmente com tantos meio de transporte envolvidos. Decidimos por uma mala grande (23kg) apenas, uma mala de mão, mais um item pessoal para cada um de nós (mochilas) e claro, o carrinho de baby. O que temos feito pra compensar as opções de roupas mais reduzidas, é fazer uso da lavanderia do hotel (se tiver as máquinas para você mesmo lavar, nunca o serviço de lavanderia, que eu acho carríssimo!) ou uma lavanderia estilo laundrymat, onde você vai lá e coloca tudo na lavadora e depois na secadora. Funcionou bem pra nós em duas ou mais viagens já e pretendemos continuar fazendo.

Minha ajudante na arrumação das malas

Laundrymat em Valencia

Hospedagem

Devo citar nos posts seguintes os hotéis que escolhemos em cada uma das cidades, mas no geral pesquisamos hotéis pelo hotels.com e expedia.ca para os melhores preços, comentários e localização, dentro do nosso orçamento. Especificamos somente uma criança na hora da reserva, pois Diana ainda não requer uma cama extra (ela dormiu conosco, na cama grande) e notamos muita diferença de preços e disponibilidade de hotéis, mesmo se acrescentando um baby na reserva.
Alguns hotéis dispobilizam berço, mas alguns na Europa cobram um extra por isso, então vale a pena ler bem as informações de cada hotel, no caso de você precisar usar com seu baby.

Passeios/Deslocamento

Uma coisa que nos ajudou nos dias em Madrid, foi que o hotel onde nos hospedamos tinha carrinhos de baby (tipo guarda-chuva) para emprestar para os hóspedes, o que foi uma mão-na-roda para nossos dias cheios de caminhadas e o parque de diversões que visitamos. O carrinho era simples, mas Alice aproveitou ao máximo o descanso para as pernas.
Nas demais cidades, não tinha essa opção, então Alice acabou usando mais o nosso e Diana ficou no "canguru" que é nosso companheiro inseparável nas viagens (aparece em diversas fotos) e que apesar do calor, pudemos usar para passeios e sonecas.

Tinha horas que só um colinho resolvia...

Prontos para pegar o trem de alta velocidade

Quase embarcando...

Nos trens entre as cidades, dividimos 2 bancos para economizar - crianças até 4 anos podem viajar sem custo...

E a mommy aqui senta no chão...

Esticando as pernas no trem

Decidimos visitar quatro cidades, Madrid, Barcelona, Valencia e Sevilla, fazendo o trajeto entre ela de trem (Renfe). E apesar de nos apertarmos em duas poltronas e de toda a logística, hotel > estação de trem > hotel com malas e crianças, deu tudo certo. Andamos bem pouco de táxi, então não foi difícil nos achar puxando a família e as malas todas pelas ruas, entre as estações de metrô e as estações de trem, quando era necessário.
Caminhamos muitooooo, basicamente o dia todo, mas achamos melhor para sentir um pouco mais de cada cidade.

Metro em Madri
Metro em Valencia



Trem de Cercanias em Madri

O que não é tão prático na Espanha é a acessibilidade em metrôs e trens. Não é em todo lugar, mas por diversas vezes tivemos que levar o carrinho escada  à cima ou  à baixo, pois algumas estações não possuiam elevadores. Algumas tinham escadas rolantes, mas que conforme o aviso, não permitiam carrinhos, mas acabamos usando mesmo assim. Só sei que malhamos bem o bíceps.


Pontos turísticos

Outra coisa a citar é que não é moleza! Alice, principalmente, ficou bem cansada e chateada com alguns dos passeios que não tinham nada para criança (na opinião dela). O calor também foi implacável e nos fez tirar muitos descansos extras, para repor as energias.
Além de muita paciência, procuramos achar algo interessante pra ela sempre que possível, um parquinho ou qualquer outra coisa que ela demonstrasse interesse.
Não dava para esquecer os brinquedos preferidos dela, lanchinhos e alguns doces, para "comprar" mais umas horas de passeios com ela.

Parada obrigatória em tudo que era colorido - segundo Alice

Muitos helados!
Alice testou diversos parquinhos - basicamente todos que cruzávamos...
Parquinho público super legal no El Corte Inglês (supermercados/loja de departamentos) no bairro de Salamanca.
Auge da viagem pras meninas (ou melhor, pra Alice): o Parque Warner, perto de Madri

Refeições

Achamos a comida bem interessante na Espanha, com muito presunto, paella e tapas, mas quase nenhum restaurante tinha menu infantil  como estamos acostumados com 99.9% dos restaurantes aqui no Canadá. Então tivemos que ser criativos, fazer algumas comprinhas no super, tomando um bom café da manhã e levar alguns lanchinhos extras para o dia cheio de passeios. 
Para babies, sem problemas, os supermercados estão cheios de opções de comidinhas, salgadas e doces. E eu achei as papinhas super boas! Além do mais, tem bastante fruta fresca nos super e mercados públicos em cada cidade.

Além do mais, Diana mama no peito e não tive problemas em amamentá-la em lugares públicos, com a roupa ou paninho cobrindo (para nossa privacidade, basicamente). Paramos muitas vezes em parques e lugares públicos para lanches, amamentação e até trocas de fralda.


Paella de frutos do mar em Barcelona
Jamón, jamón e mais jamón (presunto)


Muitas opções de papinhas

Comprinhas emergenciais no supermercado em Valencia

Pausa para o lanchinho

Amamentação ao ar livre 

Sem banheiro à vista - a troca da fralda foi no banco na frente da atração turística... sem problemas... :)
Próximo post começo nossas descobertas por Madri... mas posso esperar!! :)

3 comentários:

  1. Olá... Poderia me falar qual o hotel que ficou e te emprestou o carrinho? Fiquei interessada nessa comodidade!! Obrigada!!

    ResponderExcluir
  2. Olá! No post http://www.likeanewhome.com/2015/10/madrid-1-dia-de-passeios.html você vai encontrar o hotel que ficamos em Madri. Obrigada por acompanhar o blog.

    ResponderExcluir
  3. olá, vcs foram em que mês? Irei em agosto e estou com medo do calor. Nos trajetos de trem, foi fácil arrumar lugaar para a mala grande?

    ResponderExcluir