Introdução da nova série no blog: Guia IKEA para imigrantes

Qual é um dos grandes primeiros desafios do imigrante? Começar do zero.
Tem a carreira, tem amizades, documentos, conta no banco, tem a adaptação à tantos outros quesitos, mas uma das primeiras coisas é onde morar.

Se você está chegando no Canadá ou em algum outro país que não seja o seu, com exceção de alguns casos muitos especiais, você vai ter que "montar" sua casa, começando com coisas de primeira necessidade. Algumas pessoas optam por ficar em imóveis mobiliados bem no começinho até poder alugar ou, por sorte, até comprar seu lar doce lar, mas vai chegar a hora, e logo, que você vai ter que adquirir de cama a cabide, de panelas a toallhas, a lista pode ficar grande, acredite.

Deixa eu contar como foi nossa história:

Chegamos no final de setembro e após cerca de um mês e meio em um cantinho temporário (e mobiliado), conseguimos alugar nosso primeiro lar no Canadá. 
Tínhamos 7 malas quando desembarcamos como imigrantes e dentro delas, poucos itens de casa, a maioria eram livros e roupas. 
Um dias antes da nossa mudança para o apto novo, pesquisamos preços para o item que mais precisávamos, um colchão. Afinal, precisávamos dormir em algum lugar e o chão não parecia o mais interessante. Conseguimos que a entrega fosse agendada para aquela tarde para que, ufa, tivéssemoss onde dormir naquela noite (que não fosse o chão).

Nosso primeiro lar doce lar no Canadá - apartamento alugado depois de 1 mês e meio por aqui...

Nossa cozinha e nossos primeiros eletromésticos...

Aos poucos fomos comprando o resto das coisas mais importantes, mas devo lembrar que a lista vinha desde talheres, pratos e xícaras, toalhas de banho etc ad infinitum. Lembro que na época, há 8 anos e meio praticamente, não eram tantas lojas que vendiam online e portanto não tínhamos como pesquisar e comparar preços tão bem quanto agora.
Eu, como arquiteta, já sabia o que precisávamos e a minha visão do que eu gostaria de ver no nosso apto, mas confesso que não sabia por onde começar as compras. Muitas lojas, mas não tínhamos tempo ou facilidade de deslocamento na época (também com o friozinho chegando) para comparar preços, ir em uma loja para comprar o sofá, outra para a mesinha, outra para o gaveteiro. E como fazer para levar pra casa tudo isso então (frete é geralmente cobrado extra para entregas à domicílio). 
Enfim, o universo IKEA nos foi apresentado. Pra quem não conhece a IKEA, são lojas de uma rede sueca, que lembram a Tok&Stok e Etna no Brasil. Você entra lá e acha todo e qualquer item que precisa para sua casa. Num só lugar. Ainda por cima com um estilo bem mais nossa cara do que os móveis que vimos por aí e com preços acessíveis para nós, recém chegados. Vou dizer que não pensamos duas vezes e que apesar de, na época, não termos comprado toooodos os itens mais importantes pra nossa casa na IKEA, acho que hoje teria sido mais vantagem, pela praticidade.

IKEA Ottawa em 2007 - hoje em dia ela nem é mais nesse prédio e é beeeem maior!

Você escolhe, pega no estoque e vai para o caixa, assim, carregado. Só depois você vai na área para entrega à domicílio.

Chegou!!

Montando uma das primeiras coisas - temos esse gaveteiro até hoje!

Tem gente que acha que a loja tem produtos de baixa qualidade ou que tudo é baratíssimo, mas nem uma ou outra informações estão corretas. Algumas coisas você vai sentir vantagem se chegar a pesquisar em outras lojas e nem tudo vai te durar muitos e muitos anos, mas no geral, acho que é a opção mais prática. Você vai ter trabalho (ou diversão) de montar a maioria dos móveis, mas acredite, dá até uma sensação de orgulho quando você acaba de montar sua própria cama com trocentas peças. hehehe
Até hoje somos super fãs da IKEA.

Logo começa a nova série do Like a New Home Blog "Guia IKEA para Imigrantes" onde você vai achar dicas e sugestões do que comprar e por onde começar na aventura que é montar seu novo lar no Canadá. Acho que uma das coisas que eu nunca levei em consideração na época, era o fato que algumas coisas que você compra assim, nos primórdios, vão te acompanhar por muitos e muitos anos, em futuras moradias e diferentes configurações de casa etc. Eu procurei escolher móveis que ficariam bem não só naquele primeiro apartamento que alugamos como também em futuros, mas nossos gostos mudam ao longo dos anos e a "moda" também né. Não recomendo comprar itens que você vai deixar de gostar depois de um pouco tempo, não pareçam ter utilidade assim, diária, ou que você tenha que gastar de novo, num curto período de tempo (se forem coisas de qualidade duvidosa).
Assim, mais como um guia, vou falar sobre cada ambiente separadamente,  incluindo até os preços dos itens e quanto, mais ou menos, se gastaria para cada ambiente do novo lar doce lar. 
Claro que pode se achar diversas outras lojas os itens que eu vou selecionar da IKEA e dentro da loja mesmo, as combinações são quase infinitas, mas como arquiteta, imigrante e alguém que já entrou em muita casa por Ottawa à fora, por meio do trabalho, acho que é um bom começo. Espero que ajude quem está apavorado, como a gente estava, na grandiosidade que é começar do zero num país novo.

Em breve então, a tal cama e ou colchão e seu ambiente: o quarto!

12 comentários:

  1. Sensacional sua ideia do Guia! Concordo 100% com seu raciocínio! Vou acompanhar como parte do nosso planejamento para imigrar! Beijos

    ResponderExcluir
  2. Também adorei o novo tópico! Vai ajudar muito

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! Vou acompanhar tudo!

    ResponderExcluir
  4. DE-MAIS!! Ansiosa pelo guia, principalmente porque vem de uma profissional nos dois assuntos: arquitetura e imigração! rs

    ResponderExcluir
  5. Super bacana essas dicas! Quando eu tinha 17 anos fui fazer intercâmbio no Mexico e morei na casa de uma familia que estavam aumentando a casa, e quase todos os finais de semana iamos para a cidade grande comprar coisas pra casa no "Home Depot" lembro que fiquei impressionada a primeira vez que entrei naquela loja, gigantesca e tinha simplesmente tudo! Acho que essa rede IKEA é nessa mesma linha. Aqui no Brasil temos a Leroy Merlin um pouco parecido ne, mas o preços nao são tão bons assim. rs

    ResponderExcluir
  6. Muito ansiosa pela série! Se tudo der certo, num futuro próximo eu e meu marido vamos precisar muito desse guia!

    ResponderExcluir
  7. Amei sua idéia!! Vou acompanhar a série!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Adriane, já faz oito meses que chegamos no Canadá. Nosso começo foi mais "fácil" pq sublocamos o apartamento de um francês amigo nosso. Para nossa sorte ele só havia morado 4 meses no apartamento e estava tudo novo. Então não nos preocupamos com itens muito básicos. O problema é que decoração definitivamente não é o meu forte (eu prefiro montar os móveis e fazer os reparos na casa ;) A IKEA foi de grande ajuda, mas ainda assim meu apartamento vai precisar de umas mudanças pra ficar mais arrumadinho e a IKEA será minha escolha novamente. Parabéns pelo blog e pela iniciativa da série! Beijo pra família toda!

    ResponderExcluir
  9. Obrigadaaaaaaaaaaaaa!!

    Adorando esse guia! Qualquer ajuda é bem vinda nessa fase em que "nascemos de novo", mas sem mamãe ou papai pra ajudar a crescer. =)

    Parabéns pelo ótimo blog! Continue escrevendo sempre!

    ResponderExcluir
  10. Adoro este guia! Ainda no Brazil, mas com a mudança programada para abril de 2017, sempre que tenho dúvidas de quanto iremos gastar para montar nosso apto eu corro aqui! Vai sair um guia para a Sala de Jantar? E o quarto das crianças???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que legal Betina! Fico feliz que esteja ajudando!!
      Eu totalmente esqueci da sala da jantar e do quarto das crianças... obrigada por me lembrar! Vou preparar os posts pra logo!
      Abraço,
      Adri

      Excluir