6 on 6 | Março 2017: Arquitetura


Chega mais um dia 6 e aquela sensação de que o mês voou não é puro repeteco, é mesmo um fato. Ontem mesmo questionei o Diego sobre algo que conversamos e eu pensando que tinha sido há poucos dias e na verdade já fazia um mês.
Neste mês de março, além de ser meu mês de aniversário, vai ter reforma começando logo aqui em casa (aguardem detalhes para acompanhar) e ainda o tema escolhido não podia ser mais apropriado, arquitetura nas nossas cidades. Falar da minha profissão sempre é um prazer para mim.
E apesar de arquitetura ter uma leitura toda pessoal e diversos pontos de vista, literalmente, eu considero que o Canadá em geral, tem aspectos arquitetônicos bem marcantes, mesmo que sendo uma mistura de estilos antigos, modernos ou contemporâneos, e dos muitos aspectos trazidos pelos tantos imigrantes que formam este país e também dos povos que já habitavam aqui, muito antes de tudo começar.

Enfim, eu poderia escrever por horas e focar em tantos aspectos, tanto arquitetura urbana, comercial, corporativa, de interiores, de acessibilidade etc, mas vamos para um resumo da arquitetura mais visível no dia-a-dia e que muitas vezes traz características marcantes, como prédios públicos e bairros residenciais.



#1 - AS CURVAS


O Canadian Museum of History é um dos cartões postais da região e tem um design todo orgânico, respeitando muito da geografia e cultura canadense. O arquiteto responsável pelo projeto, Douglas Cardinal, tem origem aborígene, ou seja, é descendente dos povos que são verdadeiramente canadenses (antes dos imigrantes chegarem). 
Além de ser uma obra magnífica para os olhos, de dentro e de fora do prédio há lindas visuais para a área de trás do Parlamento, já que o museu fica na cidade de Gatineau, do outro lado do rio Ottawa.

#2 - O NOVO


A nova biblioteca pública no lado oeste da cidade, em Beaverbrook, foi projetada por Moriyama & Teshima Architects e recebeu prêmios pelo seu design inovador e por ser um ótimo exemplo da arquitetura contemporânea em Ottawa e por todo Canadá.
É linda e funcional, por dentro e por fora e de quebra, nos arredores de casa.

#3 - O ANTIGO


Claro que eu poderia ter falado dos prédios do Parlamento, mas como vocês já conhecem bem, escolhi o imponente Connaught Building, no centro de Ottawa, concluído no início do século 19 no estilo tudor-gótico. Ele atualmente é o prédio da Canadian Revenue Agency, ou basicamente a entidade que controla impostos de renda e outros fatores relacionados.
Todo o centro de Ottawa está sendo renovado para os 150 anos do Canadá e a presença de prédios históricos e prédios contemporâneos é bem evidente e na minha opinião, geralmente bem sucedida.

#4 - BAIRRO REVITALIZADO


O bairro de Westboro é um dos bairros que vem sofrendo revitalizações nos últimos anos, onde as residências e comércio vem ganhando investimentos diferenciados. É até fácil achar residências como estas nesta região da cidade, de carácter contemporâneo. Apesar de Ottawa ter a fama de ser uma cidade super conservadora (o que eu concordo), felizmente mais e mais bairros vem sendo revitalizados e projetos cada dia mais interessantes vem aparecendo não só aí, como em todos os cantos da cidade.

#5 - BAIRRO "COOKIE-CUTTER"


Aqui no Canadá há essa referência sobre bairros de subúrbio, onde casas são construídas em massa e basicamente sob a mesma "forma", com biscoitos fabricados em série. Vastas áreas dos subúrbios são vendidas ou legalizadas para construtoras e elas constroem as casas relativamente iguais umas as outras, o que cria uma grande uniformidade e pouca exclusividade os projetos arquitetônicos. 
Há muita gente que gosta, outras que toleram, outras que não tem outra alternativa, outras que fogem ao máximo e outras que vêem nestes bairros planejamos um meio de ter uma moradia boa e sossego para a família. 
Eu diria que esse é o nosso caso. Moramos numa área de cookie-cutters e apesar de minha profissão vinda do Brasil ser arquitetura e como qualquer arquiteto (ou a maioria deles), um dos meus grandes sonhos ser construir nossa casa customizada, aprendi a ver que não tem nada de errado ter uma casa idêntica por fora ao do vizinho algumas casas mais a frente na rua. O que conta é se a residência supre as suas necessidades atuais e te atende seus requisitos de lar doce lar (mesmo que ainda em andamento).

#6 - CONSTRUÇÃO


Gente, eu poderia escrever um livro sobre as tantas coisas que aprendi nestes quase 10 anos no Canadá, trabalhando com arquitetura e design. Poderia explicar as técnicas construtivas, as adaptabilidades ao clima, todos fatores tão distintos dos quais aprendi na universidade e do modo de projetar para canadenses que também acho extremamente diferente das idéias que vejo que vem rolando pelo Brasil. 
Nem tudo é o extremo oposto, mas deixo vocês com a foto de uma construção de casas geminadas, num bairro planejado, muito comum por aqui. Se você ainda não sabia, as casas são 95% madeira e tudo pode ser feito muito rapidamente.

Bem, espero que vocês tenham gostanto e assim como eu, corram lá ver o que rola das outras cidades canadenses do projeto, pois tenho certeza, deve ter muita coisa legal pra ver.

Victoria Embarque com a Pri | Priscila  Vancouver | Viajadora | ThaísEdmonton | Edmonton Feelings | Juliana  Calgary | De bem com a Vida | Mariana  Toronto | Gaby no Canadá | Gaby

Beijos e até o próximo!