Os cachorrinhos no inverno canadense

By Adriane Jungues - janeiro 10, 2018


cachorros no Canadá

Recebi algumas perguntas de como cuidar dos peludinhos no inverno canadense, especialmente nos dias mais frios e os dias nevados, então eis que este post vem contar um pouco da nossa experiência com nossos cachorrinhos no frio daqui.
Dexter e Eddie são canadenses, portanto já conhecem o frio desde sempre, mas claro, como são de pequeno porte, são mais suscetíveis as baixas temperaturas. No geral, com os bichinhos acontece como com as pessoas, é frio pra caramba, mas a vida continua né. 
O que dá pra notar bastante é que no caso deles, nos meses de inverno eles meio que hibernam. Passam quase o dia todo dormindo (eita maravilha!).
Cachorros na neve
Brincadeira no quintal...

pet na neve
Já posso entrar gente?

Nos dias mais frios, tipo de -25 graus ou menos, geralmente não neva. Muitos desses dias, o céu é azul. Esteve  super frio já há quase um mês aqui em Ottawa, a sensação térmica chegava perto dos -40 graus alguns dias e o bicho pega mesmo, digo, o ventinho ártico (essa semana melhorou um pouco, estamos com sensação de -16!).
Deixamos eles saírem no pátio umas 2 ou 3 vezes por dia nessas temperaturas e com uma roupinha estilo capa de chuva forrada. Eles mesmo nem aguentam muito, tem vezes que em 30 segundos já estavam de volta pedindo pra entrar. 
No caso deles em específico, o que mais sofre são as patas, que começam a congelar, igual quando a gente não usa luvas ou usa luva fina. Alguns dos dias mais frios, usei as botinhas de borracha deles, para minimizar um pouco o contato com o gelo e eles "durarem" um pouco mais lá fora e dar tempo de fazerem as necessidades e tal.
Há diversas opções de roupinhas e botas para cachorro (e gatos), mas depois de alguns testes com botinhas, estas de borrachas que usamos são as que mais ficam nas patas dos nossos peludinhos, mesmo com eles correndo pela neve (as outras todas bonitinhas (e caras!), forradas, estilo humano, não duravam nem 1 minuto pra eles). Você encontra esse tipo em diversas lojas por aqui, como no Walmart e Petsmart.
Nos dias de neve, a temperatura geralmente não é tão baixa e aí eles se divertem mais. Correm, enfiam a cara na neve e passam mais tempo lá fora no quintal.
Você acha que ele estava reclamando? Que nada, estava adorando correr pelo pátio e claro, ficou assim, camuflado!

Uma das roupinhas deles...

Já nos dias de temperatura perto de 0 grau, é quando eu acho mais chata pra deixar os bichinhos lá fora, digo isso porque é quando a neve está a ponto de derreter e portanto, super úmida, grudando nos pêlos deles. Eles não se importam, claro, mas voltam todos molhados e com gelo/neve grudada pelo corpo todo. Para esses e outros dias, deixamos sempre uma toalha próxima a porta dos fundos, para secar e desgrudar um pouco das bolas de neve que grudam. Já teve vezes que nem isso resolveu e banho quente foi a única solução. As botinhas que eu mencionei antes até ajudam, mas em dias assim, fazem pouca diferença.

De roupa e botinhas da Pawz, prontos para enfrentar o frio... poucos minutos lá fora nos dias mais congelantes...

Dexter voltando da sua saidinha matinal


Botinha de borracha (parece balão de festa murcho)

Há ainda pessoas que não tem o quintal cercado ou preferem levar seus bichinhos passear pelo bairro na rua/calçada. Mesmo com -30 graus ou mais frio, vemos gente passeando com os bichinhos na rua (geralmente os cachorros de porte maior), mas provavelmente por curtos períodos de tempo.
Nosso quintal é cercado e seguro para eles saírem sem maior supervisão, mas claro, fica com muitos centímetros de neve e nem sempre eles conseguem sair sem que se abra um "caminho" depois de uma nevasca, por exemplo. Geralmente abrimos um espaço ou trilhas, como a da foto, para eles poderem circular.
E depois claro, a lareira é ponto de parada certo, ou claro, enroladinhos na manta do sofá para se aquecer... eita vida boa essa de cachorro!! hehe


Nada como esquentar o corpitcho no calor da lareira...

Beijos e até...

  • Share:

LEIA MAIS

0 comments