Mães no Canadá: Perrengues de mãe expatriada no Canadá

By Like a New Home Blog - junho 20, 2019


Ser mãe no Canadá me ensinou e pra fazer a verdade, me ensina coisas diariamente. E o fato de ser uma país diferente daquele que fomos criados e crescemos acostumados com as coisas já por si é um desafio, mas com o dia-a-dia de expatriado e mãe a gente enfrenta perrengues, por mais que você tente evitá-los. 
E esse é o tema do projeto Mães no Canadá desse mês, confira as demais mais no link no final do post e vídeos meus no canal do YouTube dos meses anteriores.

Quando Alice tinha 1 ano, resolvemos colocar ela numa creche, pois meu plano era voltar ao trabalho em horário integral. Morávamos ainda em Gatineau-QC e nunca conseguimos uma vaga nas CRECHES subsidiadas, então optamos por uma home daycare, que fica na casa de uma pessoa, licensiada para tal. Resultado: a adaptação foi um horror. Alice chorou por 30 dias consecutivos, atrapalhava a rotina do lugar, demandava atenção extra e por fim, foi convidada a deixar a creche. Bem dizer, expulsa (mas sem agressividade, só falaram que ela não estava se adaptando).

Outro perregue foi que Alice teve uma convulsão de febre quando era pequena e eu sozinha em casa, acabei chamando uma AMBULÂNCIA e tive que lidar com várias coisas sozinha. Foi um momento tenso, muitas horas de espera e o Diego estava viajando e só foi ver minhas mensagens e ligações algumas horas depois. Esse foi de susto e estressante! No fim das contas, não foi nada sério e ela ficou bem logo, mas foi marcante na minha 'carreira' de maternidade.

Mais uma da Alice, e não é um grande perrenge, mas ainda assim. Tínhamos a PROVA da cidadania já em 2013 e obviamente, não podíamos levar a Alice, que na época tinha mais ou menos 1 ano e meio. Tivemos que deixar ela na casa de vizinhos, já que não temos família perto. Deu tudo certo e os vizinhos eram pessoas extremamente legais e já tinham 3 filhos, mas demandou levármos ela lá nuns dias antes e ficar comigo pra conhecer  a casa deles antes do dia da prova (pra evitar chororô excessivo).

Perrengues de viagens: Sempre viajamos com nossos pimpolhos e por conta disso, muitas histórias engraçadas e de saia justa já aconteceram. Uma delas foi uma grande EXPLOSÃO NA FRALDA da Diana, logo antes da decolagem, quando não era mais possível usar os banheiros. Claro, eu estava com Alice e Diana sozinha nesse vôo e não só a roupa dela quase que deveria ir pro lixo direto, mas também minha blusa, um cobertorzinho nosso e outro do avião... ai ai que sufoco! hehe

Última e essa é recorrente: Sair para jantar a dois ou ir a EVENTOS de trabalho, festas de fim de ano que não são para crianças participar sempre dá um bom trabalho de logística. Claro, seria mais fácil se a família estivesse aqui e pudesse ficar com eles naquelas horas, mas como não estão, recorremos a babá temporária e amigos queridos que se dispunham a ficar com a macacada.
Mas gente, babá acaba ficando caro e levar 3 mosqueteiros (que são cheios de energia, diga-se de passagem) na casa de amigos não é pra qualquer um.
Acaba que a maioria dos "date nights" acaba sendo almoços com o caçula pendurado junto! hehe

Confira abaixo as outras mães do projeto que vai ao ar com novo conteúdo todo dia 20 do mês:


Gaby (Toronto - ON) | Gaby no Canadá

Alessandra (Bathurst - NB) | Canadiando
Amanda (Richmond - BC) | Viva Canada
Beatriz (Vancouver - BC) | Biba Cria
Carol (Vancouver - BC) | Fala Maluca
Carol (Mississauga - ON) | Minha Neve e Cia
Danielle (Toronto - ON) | Vidal no Norte
Livi (Toronto - ON) | Baianos no Pólo Norte
Mari (Calgary -AB) | De Bem Com a Vida

  • Share:

LEIA MAIS

1 comments

  1. Fiquei até nervosa com o primeiro perrengue porque Ian é tão apegado que morro de medo que ele não se adapte a creche. Já estou aqui rezando para não acontecer isso. Beijos

    ResponderExcluir